Sábado, 2 de Maio de 2009

Tipos e Formas de Frases

Tipos e Formas de Frases

 

 

Ficha de trabalho - 5º ano
 
Download
 
 

Tirado do melhor blog que conheço :Este

 
TIPOS DE FRASE  

A intenção comunicativa do emissor determina o tipo de frase que aquele utilizará.

Frases declarativas — São utilizadas para transmitir informações, relativas quer ao referente, quer aos próprios intervenientes do acto comunicativo (emissor e receptor). Nestas frases predomina a função informativa da linguagem.

Na fala, estas frases caracterizam-se por uma entoação ascendente a que se segue, na parte final, uma entoação descendente. Na escrita, são normalmente sinalizadas por ponto final.

Amanhã, não posso vir à aula de Português.

Frases interrogativas — Permitem formular perguntas. Como é evidente, este tipo de frase visa colmatar uma lacuna de informação, pelo que normalmente se relaciona com a função informativa da linguagem.

Este tipo de frase pode também ser utilizado para exprimir espanto ou indignação, pelo que está igualmente relacionado com a função expressiva da linguagem.

Possuem uma entoação claramente ascendente que, na escrita, é representada pelo ponto de interrogação, se se tratar de uma interrogativa directa.

Vais ao cinema?

Frases exclamativas — Exprimem as emoções, o estado de espírito do emissor. O seu conteúdo informativo é reduzido; servem, sobretudo, para dar vazão à tensão emocional do emissor. Portanto, são elas que asseguram a função expressiva ou emotiva da linguagem.

Oralmente caracterizam-se pela articulação muito intensa de uma sílaba (Que desgraaaça!). Na escrita, terminam por ponto de exclamação e, frequentemente, são introduzidas por uma interjeição.

Ó meu Deus, que desgraça!

Frases imperativas — São utilizadas para exprimir ordens, pedidos, conselhos, exortações. Relacionam-se com a função apelativa da linguagem.

É difícil caracterizar a entoação da frase imperativa: por vezes, tem uma entoação mais ou menos neutra, semelhante à das frases declarativas ("Entre.", quando reagimos ao toque dos nós dos dedos na nossa porta); mas, se a intenção apelativa se associa à expressão de emoções, é normal marcar intensamente uma das sílabas ("Sai daííí, rapaz!").

O que parece caracterizar, sobretudo, este tipo de frase é o uso de formas verbais do imperativo, ou do conjuntivo com valor imperativo ("Entre.", "Entrem."), ou até do infinitivo ("Contra os canhões, marchar, marchar!").

Na escrita, as frases imperativas são sinalizadas por ponto final ou ponto de exclamação e pelo uso das formas verbais indicadas (imperativo, conjuntivo, infinitivo). No entanto, uma frase pode nem sequer ter o verbo expresso ("Fora!", significando "Sai para fora!").

Passa-me o sal, por favor.
Sai da minha frente!
 
FORMAS DA FRASE  

Cada tipo de frase pode assumir formas diferentes.

Activa / Passiva — No primeiro caso, o sujeito é apresentado como agente, no segundo como paciente. A distinção implica o recurso a conjugações verbais diferenciadas: voz activa ou voz passiva.

Aquele carro atropelou um cão.
O cão foi atropelado por um carro.

Afirmativa / Negativa — A acção ou processo expressos pelo verbo podem ser afirmados ou negados, o que se traduz pela ausência ou presença de um advérbio de negação.

Vou ao cinema.
Não vou ao cinema.

Neutra / Enfática — Algumas frases assumem uma forma enfática, caracterizada pela presença de elementos que não introduzem informação nova, limitando-se a reforçar a informação fornecida pelos restantes elementos da frase.

Ele sabe o que faz.
Ele é que sabe o que faz. (enfática)
Ele sabe o que faz. (enfática)

Como se depreende facilmente, essas formas são alternativas, isto é, a presença de uma implica a impossibilidade da outra: uma frase ou é activa ou passiva, ou afirmativa ou negativa, ou neutra ou enfática. Por outro lado, estas formas aplicam-se a todos os tipos de frase, com excepção da forma passiva que não é possível nas frases imperativas.

Come a sopa.
A sopa é comida por ti. (Não tem valor imperativo)
 
assuntos do blog:
publicado por ana às 15:59
link do post | comentar | favorito
Este Blog dedica-se à postagem de fotos,artigos e videos que circulam livremente na internet. Qualquer anomalia ou problema de funcionamento e/ou copyright não é da responsabilidade deste Blog, dado que o mesmo se baseia em hiperligações ou links. Eventuais reclamações e outras solicitações deverão ser feitas unica e exclusivamente nas respectivas fontes de origem. Ana Márcia

.mais sobre mim

.assuntos do blog

. à / há / ah

. a narrativa

. acentos gráficos

. acentuação - regras

. adivinhas

. adjectivos - comparativos e superlativos

. advérbio

. antónimos

. aprender

. artigos

. artigos definidos e indefinidos

. categorias da narrativa

. classe dos determinantes

. classes de palavras

. classificação das vogais

. classificação de palavras

. classificação dos ditongos

. composição

. concordância verbal

. conjugador de verbos

. cuidado com a língua

. desafio

. desafios

. é bom ler….

. endereços úteis

. escritores

. exercícios e testes

. expressões idiomáticas

. forma de frases

. formação de palavras

. funcionamento da língua

. graus dos adjectivos

. grupo nominal e grupo verbal

. hino portugal

. homófonas e homógrafas

. interjeição

. interjeições

. interpretação - 6º ano

. jogos

. lengalengas

. léxico - animais

. língua portuguesa

. língua portuguesa on line

. livros para download

. locuções adverbiais

. morfologia verbal

. nomes

. nomes colectivos

. novo acordo ortográfico

. novo programa de português do ensino bás

. o português nos palop’s

. obras dos 27 estados

. onomatopeias

. oração - elementos essenciais

. ortografia 6º

. palavras homónimas

. parágrafo

. plano nacional de leitura

. plural de palavras compostas

. poema antónio torrado

. poesia

. pratica

. preposições

. pronomes

. pronomes pessoais

. prova de aferição

. provas de aferição

. provérbios

. receita

. relações entre as palavras

. silaba

. sílaba e divisão silábica

. sílabas

. sílabas tónicas e sílabas átonas

. sinais de pontuação

. sinais gráficos

. sinónimos

. sinónimos e antónimos

. sintaxe: frase simples e funções sintáct

. sítio para pais

. sons

. sophia de mello beyner andresen

. técnicas de escrita

. tempos verbais 5º ano

. tipos de frases

. tipos e formas de frase

. tipos e formas de frases

. translineação

. trava línguas

. trava-línguas

. uso do hífen com prefixos:

. utilidades

. vamos jogar

. verbo ser

. verbos

. vídeos

. vocabulário

. webquests

. todas as tags

RSS

.arquivos

. Abril 2011

. Junho 2010

. Março 2010

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009