Domingo, 22 de Março de 2009

Desafios

Jogo da Glória Virtual

1. Visite o Instituto Camões

2. Escolha o nível.

3. Identifique os jogadores.

 

4. Lance os dados.

5. Responda à pergunta, escolhendo a hipótese correcta.

6. Se a resposta estiver errada, volta à casa de onde saiu.

7. O jogador a chegar à casa 64 e a responder correctamente, ganha o jogo.

8. Conheça melhor a Língua Portuguesa!

 

Testa os seus conhecimentos

a
Faça corresponder as expressões idiomáticas incluídas nas frases às respectivas definições.
a
Clique aqui para resolver o exercício. Boa sorte!

 

assuntos do blog:
publicado por ana às 15:22
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 19 de Março de 2009

HINO PORTUGAL

 

 

 

     

 

 

"Valeu a pena? Tudo vale a pena

Se a alma não é pequena"

 

                       

   Fernando Pessoa, in Mar Português

 

 

 

clica na bandeira e ouve o Hino Nacional
 
 
A “Portuguesa” (1890)
 
Heróis do mar, nobre povo,
Nação valente, imortal,
Levantai hoje de novo
O esplendor de Portugal!
Entre as brumas da memória,
Oh Pátria, sente-se a voz
dos teus egrégios avós,
Que há-de guiar-te à vitória!
 
Às Armas! Às Armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Pela Pátria lutar
Contra bretões marchar, marchar
 
Desfralda a invicta bandeira
À luz viva do teu Céu!
Brade a Europa à terra inteira;
Portugal não pereceu.
Beija o solo jucundo
O Oceano a rugir de amor;
E o teu braço vencedor
Deu mundos novos ao mundo!
 
 Às Armas! Às Armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Pela Pátria lutar
Contra bretões marchar, marchar
 
Saudai o Sol que desponta
Sobre o ridente provir;
Seja o eco de uma afronta
O sinal de ressurgir!
São como beijos de mãe
Que nos guardam, nos sustêm
Contra as injúrias da sorte!
 
 
 
Alfredo Keil (música)
Henrique Lopes de Mendonça (letra)
assuntos do blog:
publicado por ana às 20:48
link do post | comentar | favorito
|

Novo Acordo Ortográfico

 

 

Principais alterações do Português europeu

 

Guia rápido das principais alterações do Português europeu

 

CONVERSORES ORTOGRÁFICOS

 


http://www.portaldalinguaportuguesa.org/index.php?action=convertor


Um conversor ortográfico integrado num portal que disponibiliza o Novo Acordo Ortográfico, um Vocabulário de Mudança (lista de todas as palavras que mudam, novas formas flexionadas, apresentação das mudanças).

 

http://www.flip.pt/conversor


Conversor ortográfico disponibilizado por FLIP – Ferramentas para a Língua Portuguesa

 

 

 


De fato, este meu ato refere-se à não aceitação deste pato com vista a assassinar a Língua Portuguesa.

Por isso ... por não aceitar este pato ... também não vou aceitar ir a esse almoço para comer um arroz de pato ...

A esta ora está úmido lá fora ... por isso, de fato lá terei de vestir um fato ...

Concordas com o modo de escrever acima exemplificado?
Se não concordares, clica na imagem que se segue e assina:
 
 

 

 

assuntos do blog:
publicado por ana às 20:44
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 13 de Março de 2009

Uso do hífen com prefixos:

Uso do hífen com prefixos:

 
1ª) Com os prefixos AUTO, CONTRA e EXTRA, só devemos usar hífen se a palavra seguinte começar com “h”, “r”, “s” ou vogais:

1) auto-adesivo, auto-análise, autobiografia, autoconfiança, autocontrole, autocrítica, autodestruição, autodidata, auto-escola, autógrafo, auto-hipnose, auto-idolatria, automedicação, automóvel, auto-observação, autopeça, autopiedade, autopromoção, auto-retrato, auto-serviço, auto-suficiente, auto-sustentável, autoterapia;

2) contra-almirante, contra-ataque, contrabaixo, contraceptivo, contracheque, contradança, contradizer, contra-espião, contrafilé, contragolpe, contra-indicação, contramão, contra-ordem, contrapartida, contrapeso, contraponto, contraproposta, contraprova, contra-reforma, contra-senso, contraveneno;

3) extraconjugal, extracurricular, extraditar, extra-escolar, extragramatical, extra-hepático, extrajudicial, extra-oficial, extrapartidário, extraterreno, extraterrestre, extratropical, extravascular.

2ª) Com os prefixos INFRA, INTRA, NEO e PROTO, só devemos usar hífen se a palavra seguinte começar com “h”, “r”, “s” ou vogais:

1) infra-assinado, infracitado, infra-estrutura, infra-hepático, inframaxilar, infra-ocular, infra-renal, infra-som, infravermelho, infravioleta;

2) intra-abdominal, intracelular, intracraniano, intracutâneo, intragrupal, intra-hepático, intralingüístico, intramolecular, intramuscular, intranasal, intranet, intra-ocular, intra-racial, intratextual, intra-uterino, intravenoso, intrazonal;

3) neo-acadêmico, neobarroco, neoclassicismo, neocolonialismo, neofascismo, neofriburguense, neo-hamburguês, neo-irlandês, neolatino, neoliberal, neologismo, neonatal, neonazista, neo-romântico, neo-socialismo, neozelandês;

4) protocolar, proto-evangelho, protofonia, protagonista, proto-história, protoneurônio, proto-orgânico, prototórax, protótipo, protozoário.

3ª) Com os prefixos PSEUDO, SEMI, SUPRA e ULTRA, só devemos usar hífen se a palavra seguinte começar com “h”, “r”, “s” ou vogais:

1) pseudo-artista, pseudocientífico, pseudo-edema, pseudofilosofia, pseudofratura, pseudomembrana, pseudoparalisia, pseudopneumonia, pseudópode, pseudoproblema, pseudo-rainha, pseudo-representação, pseudo-sábio;

2) semi-aberto, semi-alfabetizado, semi-árido, semibreve, semicírculo, semiconsciência, semidestruído, semideus, semi-escravidão, semifinal, semi-inconsciência, semi-interno, semiletrado, seminu, semi-reta, semi-selvagem, semitangente, semitotal, semi-úmido, semivogal;

3) supra-anal, supracitado, supra-hepático, supramencionado, suprapartidário, supra-renal, supra-sumo, supravaginal;

4) ultra-aquecido, ultracansado, ultra-elevado, ultrafamoso, ultrafecundo, ultra-hiperbólico, ultrajudicial, ultraliberal, ultramarino, ultranacionalismo, ultra-oceânico, ultrapassagem, ultra-radical, ultra-romântico, ultra-sensível, ultra-som, ultra-sonografia, ultravírus.
assuntos do blog:
publicado por ana às 17:48
link do post | comentar | favorito
|

Concordância verbal

Concordância verbal

 
O verbo ficará no singular ou no plural se o sujeito coletivo for especificado com substantivo no plural.

Ex1.: Um bando chegou ao estádio.
Ex2.: Um bando de torcedores chegou (ou chegaram ) ao estádio.
assuntos do blog:
publicado por ana às 17:47
link do post | comentar | favorito
|

Categorias da narrativa

Categorias da narrativa

Como vão os teus conhecimentos sobre as categorias da narrativa?

 

Resolve este divertido

crucigrama (CARREGA AQUI)

 

Como jogar:

Clica em cima do número para veres a pergunta. Escreve a resposta no rectângulo branco, depois clica em “Responder”.

Se ficares bloqueado, recorre à “Ajuda”. Vai-te aparecer a primeira letra da palavra, mas atenção: perdes pontos!

Depois de preencheres toda a grelha, clica em “Verificar resposta” para conheceres a tua pontuação.

Diverte-te!

assuntos do blog:
publicado por ana às 17:45
link do post | comentar | favorito
|

pronomes pessoais

 

Pronomes pessoais I

Os pronomes pessoais são palavras que representam no discurso as três pessoas gramaticais (1.ª, 2.ª e 3.ª).

Indicam, por isso, quem fala (eu, nós),


com quem se fala (tu, vós)

 

e de quem se fala (ele, ela, eles, elas).


Este ano, vais estudar:

- os pronomes pessoais sujeito - eu, tu, ele, ele, nós, vós, eles, elas

- os pronomes pessoais complemento directo - o, a, os, as

- os pronomes pessoais complemento indirecto - me, te, lhe, nos, vos, lhes


Aqui encontras uma tabela com todos os pronomes pessoais.

 

 

Pronomes pessoais - II

1- Geralmente, os pronomes pessoais complemento directo e complemento indirecto colocam-se a seguir ao verbo e ficam ligados a este por um hífen.

Ex. Eu comprei flores, ofereci-as à mãe e ela agradeceu-me.

 

2- No futuro e no condicional, estes pronomes (c.d. e c.i.) integram-se no interior da forma verbal.

Ex. Comprarei o teu presente em Lisboa. Comprá-lo-ei em Lisboa.

Ofereceria um presente à Ana, se ainda tivesse dinheiro. Oferecer-lhe-ia um presente.

 

3- Quando a frase está na forma negativa, a frase é introduzida por “que” ou “se”, as formas verbais estão no conjuntivo, os pronomes pessoais (c.d. e c.i.) colocam-se antes da forma verbal.

Ex. Ela não o vai ler. Ela disse que o vai ler. Talvez o leia à noite.

Ele não lhe telefona. Ele disse que lhe vai telefonar. Talvez lhe telefone.

 

 

assuntos do blog:
publicado por ana às 17:42
link do post | comentar | favorito
|

Sintaxe: frase simples e funções sintácticas

Sintaxe: frase simples e funções sintácticas

 


 

Frases simples


A frase simples tem uma só oração e uma só forma verbal conjugada. A oração pode estar reduzida aos seus elementos principais (sujeito e predicado), ou ter elementos acessórios (complementos), que enriquecem o sentido da frase.


Funções sintácticas


Sujeito – quem realiza a acção; pode ser simples ou composto (constituído por um ou mais elementos nominais);


Predicado – Corresponde ao verbo e indica a acção praticada pelo sujeito.


Complemento directo – elemento que é solicitado pelos verbos transitivos ou conjugados transitivamente, para lhes completar o sentido.


Complemento indirecto – elemento nominal sobre o qual recai a acção; é regularmente, introduzido pela preposição a ( ou pela contracção da preposição + artigo definido o, as, os, as).


Complementos circunstanciais de:
-tempo
- lugar
- modo
- causa
- fim
- companhia
- (…)
publicado por ana às 17:32
link do post | comentar | favorito
|

Advérbio

Advérbio

 

 

Ficha de trabalho
 

 

Tirado do melhor blog que conheço :Este

 

 

Exercício com advérbios. Aqui.

assuntos do blog:
publicado por ana às 17:31
link do post | comentar | favorito
|

obras dos 27 Estados

Europeana

europeana
 

Biblioteca multimédia online da Europa, permite o acesso a mais de dois milhões de obras dos 27 Estados-membros da União Europeia.

assuntos do blog:
publicado por ana às 00:25
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 12 de Março de 2009

Língua Portuguesa

 

Vamos lá conhecer melhor a Língua Portuguesa!

Para conhecer melhor os vários aspectos da língua portuguesa, nada melhor do que consultar esta página cheia de informação sobre Ler, Escrever e Gramática.
Tem ainda muitos jogos que te permitem aprender de forma divertida.
 
Para entrar, Clica Aqui.
 

Língua Portuguesa
 
 
Casa da Leitura – Este projecto engloba recensões de livros infanto-juvenis, organizados segundo faixas etárias e temas, apresentando propostas para promoção da leitura.
 
 
Direcção Geral do Livro e das Bibliotecas – Sítio que reúne informações sobre bibliotecas e procura promover a leitura, através de diversas iniciativas.
 
 
Era uma vez – Podcast que reúne histórias bem conhecidas de vários autores portugueses.
 
 
História do Dia – O escritor António Torrado partilha, todos os dias, uma história diferente neste sítio.
 
 
Instituto Camões– Este sítio engloba jogos, histórias, promove iniciativas, divulga conferências e ateliês, tendo como objectivo a promoção da Língua Portuguesa.
 
 
Netescrita– Este sítio agrupa biografias de vários autores portugueses e brasileiros e apresenta desafios de escrita colaborativa.
 
 
Project Gutenberg – Projecto que disponibiliza gratuitamente e-books, em diversas línguas.
 
 
Riscos e Rabiscos – Sítio que pretende promover a leitura e a escrita, através de várias actividades de escrita criativa.
 
 
SAL - Serviço de Apoio à Leitura – Sítio que reúne informações sobre livros infantis e juvenis, dividindo-os em temas e faixas etárias.

 

assuntos do blog:
publicado por ana às 20:39
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 4 de Março de 2009

Trava Línguas

Trava Línguas

Fonte: Letra Pequena - o mundo num segundo

assuntos do blog:
publicado por ana às 19:53
link do post | comentar | favorito
|

Cuidado com a língua

O nosso património linguístico, as suas regras, algumas curiosidades e disparates

É um espaço didáctico e ao mesmo tempo informativo e lúdico, divertido e com algum humor q.b..

Apresentado pelo actor Diogo Infante, com textos em “off” ou complementares (diálogos, etc.) lidos pela jornalista Maria Flor Pedroso, o programa combina cenas ficcionadas, com imagens de actualidade e outras (arquivo, filmes, etc.), o grafismo, a animação, os diagramas, o vídeo e efeitos sonoros apropriados, misturados com imagens de depoimentos de especialistas ou em inquéritos de rua.

Tem a autoria de José Mário Costa, responsável do sítio na Internet Ciberdúvidas da Língua Portuguesa, com a participação da professora Maria Regina Rocha e do jornalista João Lopes Marques, que escreveu os guiões de cada um dos 13 programas, produzidos e realizados integralmente pela produtora “Até ao Fim do Mundo”.

Fonte: RTP

assuntos do blog:
publicado por ana às 16:16
link do post | comentar | favorito
|

desafio

As Bruxas e o caldeirão gramatical…


As actividades propostas constituem uma fase da aprendizagem da pontuação, incluída em estratégias de compreensão da leitura. Pretende-se que os alunos sejam capazes de organizar pequenos textos em torno de uma ideia temática, utilizando os sinais de pontuação como marcas de organização formal. Posteriormente serão colocados em situação de produção escrita, em que usarão os mesmo sinais que identificaram como auxiliares para a organização de sentido, de forma a que sejam igualmente usados numa expressão própria organizada.

Iniciar desafio...

Fonte: Associação de Professores de Português (APP)

assuntos do blog:
publicado por ana às 13:41
link do post | comentar | favorito
|
Este Blog dedica-se à postagem de fotos,artigos e videos que circulam livremente na internet. Qualquer anomalia ou problema de funcionamento e/ou copyright não é da responsabilidade deste Blog, dado que o mesmo se baseia em hiperligações ou links. Eventuais reclamações e outras solicitações deverão ser feitas unica e exclusivamente nas respectivas fontes de origem. Ana Márcia

.mais sobre mim

.assuntos do blog

. à / há / ah

. a narrativa

. acentos gráficos

. acentuação - regras

. adivinhas

. adjectivos - comparativos e superlativos

. advérbio

. antónimos

. aprender

. artigos

. artigos definidos e indefinidos

. categorias da narrativa

. classe dos determinantes

. classes de palavras

. classificação das vogais

. classificação de palavras

. classificação dos ditongos

. composição

. concordância verbal

. conjugador de verbos

. cuidado com a língua

. desafio

. desafios

. é bom ler….

. endereços úteis

. escritores

. exercícios e testes

. expressões idiomáticas

. forma de frases

. formação de palavras

. funcionamento da língua

. graus dos adjectivos

. grupo nominal e grupo verbal

. hino portugal

. homófonas e homógrafas

. interjeição

. interjeições

. interpretação - 6º ano

. jogos

. lengalengas

. léxico - animais

. língua portuguesa

. língua portuguesa on line

. livros para download

. locuções adverbiais

. morfologia verbal

. nomes

. nomes colectivos

. novo acordo ortográfico

. novo programa de português do ensino bás

. o português nos palop’s

. obras dos 27 estados

. onomatopeias

. oração - elementos essenciais

. ortografia 6º

. palavras homónimas

. parágrafo

. plano nacional de leitura

. plural de palavras compostas

. poema antónio torrado

. poesia

. pratica

. preposições

. pronomes

. pronomes pessoais

. prova de aferição

. provas de aferição

. provérbios

. receita

. relações entre as palavras

. silaba

. sílaba e divisão silábica

. sílabas

. sílabas tónicas e sílabas átonas

. sinais de pontuação

. sinais gráficos

. sinónimos

. sinónimos e antónimos

. sintaxe: frase simples e funções sintáct

. sítio para pais

. sons

. sophia de mello beyner andresen

. técnicas de escrita

. tempos verbais 5º ano

. tipos de frases

. tipos e formas de frase

. tipos e formas de frases

. translineação

. trava línguas

. trava-línguas

. uso do hífen com prefixos:

. utilidades

. vamos jogar

. verbo ser

. verbos

. vídeos

. vocabulário

. webquests

. todas as tags

 

Mais  Disciplinas que fiz

 

 

 

 

 

 

 

se quiseres

dar sugestões

manda-me

um mail

 

 

 

 

 

 

 

Provérbios e Adivinhas

 

 

 



Livros para escutar

(basta clicar, mas não substitui

a leitura em papel)

 


Texto: Rita Taborda Duarte;
ilustração: Luís Henriques;
edição: Editorial Caminho

 

Texto: Davide Cali; ilustração:

Serge Bloch; edição: Bruaá

Texto: João Manuel Ribeiro;

ilustração: Flávia Leitão; edição:

Trinta por Uma Linha

Texto: João Paulo Cotrim;

ilustração: Pedro Burgos; edição:

Calendário de Letras

Texto: Isabel Minhós Martins;

ilustração: Bernardo Carvalho;

edição: Planeta Tangerina

Texto: Carla Maia de Almeida;

ilustração: André Letria; edição:

Editorial Caminho

 

Autores para ouvir
(clicar na imagem)

Entrevista a Maria
Keil (Pública, 15-07-07)
"Artista ou operária?"

Laurentino Gomes (em Portugal)
fala da fuga da corte para o Brasil
Álbuns de ilustrações
(clicar na imagem)

Ilustrarte 2007, Bienal
Internacional de Ilustração
para a Infância

Truth and Tales, exposição de
ilustradores finlandeses

 

 


online
RSS

Ler é demais!

 

 

 

 

  Cuidado com a língua

   

               VÊ aqui

 

   HISTÓRIAS PARA
    OUVIR E LER

Os nossos grandes poetas 

ditos por Joâo Villaret

 aqui

 

 

 

 

 

 

 

 

 links úteis...

 

Hospitais Públicos
Centros de saúde
Escolas Públicas
Associações
Farmácias Serviço
Bibliotecas
Museus
Parques e Jardins
Parques Zoológicos
Legislação
Segurança Infantil
Emergências
Crianças
    Desaparecidas
 

     

       links

 


 Nascimento do Blog

Nascimento do Blog 
23 de Outubro de 2006

 

Janeiro 2009

 

 

 

 

 

 

 

 

Recados Para Orkut

 

Myspace Layouts & cursors

 

 

WEBQUESTS

          A Língua Portuguesa no Mundo

       
  A Língua  Portuguesa - a história da evolução

       
  O Magusto

       
  Categorias da Narrativa

          Lendo Fábulas

 
     
 A Menina do Mar

 
     
 Caça ao adjectivo

 
     
 Tipos de Frase

 
       Ulisses

 
     
 Uma Aventura pela obra Ulisses

 

Não cometam estes erros!

.arquivos

. Abril 2011

. Junho 2010

. Março 2010

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009